THE BOMBERS REVISITA CANÇÕES DE 2007 EM EP “ACHADOS & PERDIDOS”

  • 22/02/2019
  • 0 Comentário(s)

THE BOMBERS REVISITA CANÇÕES DE 2007 EM EP “ACHADOS & PERDIDOS”

THE BOMBERS

Foto: Acervo da banda (show em São Paulo no Black Jack em 2007)

Em 2007 a banda santista The Bombers lançava o segundo álbum, intitulado “Democracia Chinesa”. Com nove faixas, o disco saiu pelo selo Zona Punk e dividiu opiniões. “Alguns nos acusaram de termos virado ‘Pop’ e de estarmos apelando para fazer sucesso, e uma outra parcela abraçou o repertório e se identificou com a postura da banda e com as letras, no entanto até hoje eu tinha vergonha de mostrar essas músicas, por serem tão pessoais e meio ingênuas”, conta o vocalista Matheus Krempel, que diz ter “feito as pazes” com o disco, fundamental para a carreira da banda, doze anos depois. E para comemorar essa trégua com o passado, a banda lançou nesta sexta-feira (22), pela gravadora Hearts Bleed Blue (HBB), o EP digital “Achados & Perdidos”, que traz uma seleção das cinco melhores músicas do “Democracia Chinesa” remasterizadas. “Acredito que essas músicas mereciam uma nova chance”, diz Matheus.

Segundo o vocalista, 2007 foi uma época de excessos para os integrantes da banda e o EP reflete isso. “Eu interpreto o título da seguinte maneira: Grandes Achados criados por (na época) Grandes Perdidos. Em 2007 éramos bem jovens, arrogantes e folgados. O ‘Democracia’ foi composto e gravado em uma época muito sombria da minha vida. Se por um lado fizemos grandes shows, dividimos palco com as melhores bandas nacionais na época e com bandas internacionais incríveis como o US Bombs, Casualties, Satanic Surfers e Boom Boom Kid, por outro lado me mudei de Santos para São Paulo, perdi meu pai e me perdi em mim mesmo. Fico muito feliz em hoje olhar para trás e ver o que passamos para estar aqui. Muita coisa mudou”. O lançamento de “Achados & Perdidos” marca também o reencontro de três quartos da formação do The Bombers na época do “Democracia Chinesa”. Além de Matheus e do guitarrista Gustavo Trivela, que permaneciam na banda, o baterista Estefan Ferreira, fora desde 2008, volta a fazer parte do grupo. A nova formação conta também com Raul Signorini no baixo. De 2007, apenas Amauri Meireles não faz parte do The Bombers atualmente.

Depois de dois discos com a maior parte das músicas compostas em inglês - “All About Love” (2014) e “Embracing The Sun” (2017), o vocalista revela que o lançamento de “Achados & Perdidos” significa também um retorno mais evidente das letras em português. “Certamente esse EP é meio que uma preparação de território para o nosso próximo passo, onde o português deve ganhar muito mais espaço dentro das nossas composições”.

Ouça “Achados & Perdidos”:
HBB-Records.lnk.to/Achados-e-Perdidos

Saiba mais sobre as músicas no faixa-a-faixa escrito pelo vocalista Matheus Krempel:

Semana Sem Você: Título autoexplicativo. Música sobre saudades, amor à distância e esse tipo de coisa. Foi a primeira música da banda a ser executada com frequência em uma rádio FM. Me lembro até hoje da alegria de estar ouvido a rádio na hora do almoço e, de repente, após tocarem "Dani California" do Red Hot Chilli Peppers, começaram a tocar essa música. Eu quase desmaiei na hora.

Não Sei Nada: Presente até hoje nos nossos shows. Sempre foi uma música que contagiava a todos pelo refrão fácil e batida acelerada. Foi o primeiro clipe que eu me arrisquei a fazer.

Ônibus Azul: Uma musiquinha boba de amor e uma das favoritas do público na época. Até hoje tem gente que pede ela em shows.

24 Horas: Primeira música totalmente criada pelo Trivela e com letra minha. Além de baixista, já na época ele assumiu a guitarra e fez o solo dessa faixa.

Jogadas ao Vento: Primeira música que eu e o Trivela escrevemos juntos. Escrevemos ela na porta de uma balada. Nossos amigos entraram e nós ficamos na porta tocando violão e tentando compor. Quando começamos a ter as ideias para a letra, não tínhamos papel e nem caneta. Achamos um lápis de olho e uma tampa de Pizza e escrevemos a letra. No final da noite, os amigos saíram e perguntaram o porquê de não termos entrado, aí a gente respondeu que ficou compondo uma música. Acredito que é um belo exemplo de como as coisas funcionam entre nós dois e de como, sem termos a menor noção, demos início a uma parceria que já dura mais de 15 anos.

HBB // Paola Zambianchi
assessoria@heartsbleedblue.com
+55 11 3141-0379

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

Rádio Baixada Santista

Madrugada Autoral

00:30 - 07:00

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Anunciantes