Polícia apreende menor que confessou ter participado de sequestro de GCM no litoral de SP; vítima continua desaparecida

  • 23/06/2022
(Foto: Reprodução)
Adolescente estava com o celular do agente sequestrado. O infrator inclusive enviou um áudio pelo aparelho dizendo que estava com a "peça do frango", que seria arma roubada na casa do guarda municipal. Guarda Civil Municipal de folga foi sequestrado de dentro da própria casa em São Vicente, SP, na última terça-feira (21) g1 Santos A Polícia Civil encontrou o celular do guarda civil municipal (GCM) André Ferreira Santos, de 46 anos, que teve a casa invadida e foi sequestrado, na terça-feira (21), em São Vicente, no litoral de São Paulo. O aparelho estava com um adolescente de 16 anos, que ainda enviou um áudio dizendo que estava com a "peça do frango", se referindo à arma roubada na casa da vítima, que segue desaparecida. Policiais realizavam buscas pelo bairro Jóquei Clube, quando notaram o menor em atitude suspeita. Ele também tinha características semelhantes às apontadas por testemunhas a policiais militares que atenderam a ocorrência no dia em que o agente foi levado por pelo menos oito criminosos. Assim que observou a presença dos policiais civis, o menor largou o celular e tentou fugir, mas acabou capturado. Tanto o adolescente quanto o aparelho foram levados à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Praia Grande. Na delegacia, os policiais confirmaram, através dos números do IMEI do aparelho, que a linha telefônica do celular era a mesma utilizada pelo GCM. Os agentes entraram em contato com a esposa do guarda, que, após analisar imagens do aparelho, confirmou ser do marido. Ela autorizou a investigação de conversas e mídias armazenadas no celular. Conforme apurado pelo g1, o adolescente enviou um áudio por aplicativo de mensagem. Ele dizia estar com "a peça do frango", se referindo à arma roubada na casa do agente, de onde também foi levado um colete à prova de balas. Caso foi registrado na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Praia Grande, SP Divulgação/ DIG Diante da situação, o menor confessou à polícia que havia comprado um carregador de pistola do GCM e que havia participado do 'arrebatamento' do guarda. O celular ficou apreendido pela polícia, e testemunhas reconheceram o adolescente como um dos autores do sequestro do guarda. Devido às constatações e à conduta agressiva do menor de idade, a autoridade policial optou pela apreensão em flagrante do adolescente por ato infracional, não podendo ser liberado ao responsável legal. O caso segue investigado pela polícia. Secretaria de Segurança Pública Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que o caso de desaparecimento é investigado, sob sigilo, na DIG da Praia Grande. A equipe da unidade já identificou suspeitos e trabalha para localizar a vítima elucidar os fatos. VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

FONTE: https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2022/06/23/policia-apreende-menor-que-confessou-ter-participado-de-sequestro-de-gcm-no-litoral-de-sp-vitima-continua-desaparecida.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes